Mosteiro da Santa Cruz

Mosteiro beneditino tradicional em Nova Friburgo/RJ

O FIM DO HOMEM – Os Prazeres do Mundo

I – O FIM DO HOMEM Os Prazeres do Mundo   1.1 – Os Prazeres do Mundo não satisfazem o homem   Salomão – Salomão experimentou todos os prazeres da vida. Ninguém mais do que ele foi bem servido, glorioso, afamado na terra; ninguém experimentou mais distrações de caças e músicas; mais prazeres da mesa…

Continue Reading

A hora é de reler.

Por Gustavo Corção, publicado n’O Globo em 16-09-76 CONTINUAMOS as transcrições comentadas de artigos publicados na França em torno do affaire Lefebvre que ainda é o assunto debatido com apaixonado interesse. A de hoje, da autoria do Pe. Bruckberger, frade dominicano da boa cepa, que foi amigo e confessor de Bernanos, e ainda em 1973…

Continue Reading

O FIM DO HOMEM – Qual o nosso fim?

I – O FIM DO HOMEM   1 – Qual o nosso fim?   Diógenes e os três sestércios – Diógenes, filósofo grego, armou numa praça de Atenas uma barraca com este letreiro: “Aqui se vende sabedoria”. Quem passava por ali olhava e ia adiante rindo. Mas um senhor, folgazão, que viu o letreiro, deu…

Continue Reading

Um dia o povo Inglês acordou protestante

Por Gustavo Corção, publicado n’O Globo em 23-09-76 TRAGO AINDA HOJE, e ainda motivada pelo affaire Lefebvre uma interessante contribuição de Jean Dutourd publicada em France Soir, no qual a situação do Bispo francês é comparada à do bispo inglês John Fisher, único opositor de Henrique VIII que levou seu testemunho até o martírio. Eis…

Continue Reading

Um Subsídio de T. A.

Por Gustavo Corção, publicado n’O Globo em 23-09-76 CHAMARAM-ME A ATENÇÃO para o artigo de Tristão de Athayde no JB, de 5ª feira última dia 16, no qual o colunista habitualmente moderado, tolerante, otimista e aberto parece especialmente encolerizado contra Dom Lefebvre. Reduzindo sua apreciação sobre o drama de consciência que impressiona o mundo inteiro….

Continue Reading

Mundo, Mundo….

Por Gustavo Corção, publicado n’O Globo em 23-04-77 ENTRE OS BELOS CANTOS Eucarísticos do grande poeta místico que foi Santo Tomás de Aquino, vêm-nos à memória estes versos “Solum expertum potest scire quid sit Jesum diligere“. TRADUZIMOS, SEM SABERMOS TRADUZIR o sabor original: “Somente aqueles que o experimentaram podem saber o que seja o amor…

Continue Reading

1 2 3 64
Translate »