Mosteiro da Santa Cruz

Mosteiro da Santa Cruz

Poderosa oração “Augusta Rainha”

Lempertz_1055_92_Paintings_and_Drawings_15th_19th_C_Ernst_Deger_The_Virgin_as_Queen_of_HeAugusta Rainha dos Céus * e Senhora dos Anjos * Vós que desde o princípio * recebestes de Deus * o poder e a missão * de esmagar a cabeça de satanás * nós vos pedimos humildemente * enviai vossas santas legiões * para que elas * sob vosso poder e vossas ordens * persigam os infernais espíritos * combatendo-os por toda a parte * confundam a sua audácia * e os precipitem no abismo!

QUEM COMO DEUS?! Ó boa e terna Mãe * Vós sereis sempre * o nosso amor e a nossa esperança! * Ó Mãe de Deus * enviai os santos Anjos * para nos defender * e repelir para longe de nós * o cruel inimigo! * Santos Anjos e Arcanjos, * defendei-nos e protegei-nos! Amém.

NOTA HISTÓRICA sobre a oração “Augusta Rainha”, escrita pelo Padre Luiz Eduardo Cestac, Fundador da Congregação das Servas de Maria, na cidade de Anglet (França).

“Em 1863, uma alma, habituada a experimentar as ternuras da Santíssima Virgem, foi subitamente como que tocada de um raio da Divina Claridade. Acreditou ver os demônios disseminados pela Terra, e causando horríveis estragos. Ao mesmo tempo elevou seu pensamento à Santíssima Virgem. Esta boa Mãe lhe teria dito que de fato os demônios estavam desencadeados no mundo e que era chegada a hora de invocá-la como Rainha dos Anjos, e de lhe pedir para enviar as Legiões Santas a fim de combater e aterrorizar as potências do inferno.”

‒ “Ó minha Mãe, disse então esta alma, Vós que sois tão boa, não podeis enviá-Las sem que Vo-lo peçamos?

‒ “Não, respondeu a Santíssima Virgem, a oração é uma condição posta pelo próprio Deus para aquisição das Graças. ”

‒ “Pois então, minha Mãe, tornou a alma, quereis Vós Mesma ensinar-me como é preciso pedir-Vos? ” E esta alma acreditou receber da Santíssima Virgem a oração “Augusta Rainha”.

Fazendo-se, o Revmo. Padre Luiz Eduardo Cestac depositário desta oração, seu primeiro cuidado foi apresenta-la a D. Lacroix, Bispo de Baiona, que se dignou aprová-la. Depois o mesmo sacerdote mandou imprimir 500 mil exemplares da dita oração e os distribuiu gratuitamente. Convém notar que por duas vezes, nesta primeira impressão, se quebraram as máquinas impressoras.

A oração “Augusta Rainha” rapidamente se espalhou, aprovada por diversos Arcebispos e Bispos. O Papa São Pio X a enriqueceu por Rescrito de 8 julho de 1908, com 300 dias de indulgência.

Como exatamente há um século, as hostes do inferno recrudescem seu furor contra a Esposa Imaculada de Cristo, a Santa Igreja Católica Apostólica Romana, julgou-se muito oportuno traduzir novamente do francês a referida oração, na esperança de que muitas almas piedosas e conscientes dos perigos da hora presente, façam uma violência aos Céus conclamando em favor da Igreja e do mundo a Mãe de Deus e Rainha Poderosa dos Anjos.

“REZAI O TERÇO TODOS OS DIAS”, disse Nossa Senhora em Fátima.

Nihil Obstat
Padre Dr. Benigno de Britto Costa
Campos, 7 de outubro de 1973

Imprimatur
+ Antônio, Bispo de Campos
Campos, 13 de outubro de 1973

EspiritualidadeOrações

Equipe • 19 de julho de 2016


Previous Post

Next Post

Translate »