Mosteiro da Santa Cruz

Mosteiro da Santa Cruz

VOZ DE FÁTIMA, VOZ DE DEUS Nº 20

17 de junho de 2017

Vox túrturis audita est in terra nostra”

(Cant. II, 12)

Num dos números desta publicação usei a expressão “tradição judaico-cristã”. Lamento tê-lo feito, porque esta expressão é também utilizada pelos liberais para confundir as inteligências, como se judeus e católicos tivessem a mesma tradição. Os judeus não têm a mesma tradição que os católicos. Os católicos têm a fé de Abraão e os judeus renegaram esta mesma fé ao renegarem o Messias predito pelos profetas, o Filho de Deus, Nosso Senhor Jesus Cristo.

Eu queria (ao utilizar a expressão “tradição judaico-cristã) ressaltar a continuidade entre o Antigo e o Novo Testamento, opondo-a à tradição primordial dos gnósticos, como o faz Jean-Claude Lozac’hmeur no seu excepcional livro “Fils de la Veuve” editado por Chiré. Mas é necessário conformar-se com o uso na utilização das palavras. Se a expressão “tradição judaico-cristã” é sobretudo utilizada para tentar unir dois contrários (os que creem e os que não creem em Nosso Senhor Jesus Cristo), então é melhor não utilizá-la. Jean Vaquié utiliza a expressão “tradição bíblica”, melhor ainda é “tradição católica”.

Que um dia caia o véu que cobre os olhos dos judeus e que eles creiam no único Redentor, Jesus Cristo, Deus e homem, Filho eterno do Pai e Filho de Maria Santíssima.

+ Tomás de Aquino OSB

U.I.O.G.D

AtualidadesFátimaTextos

admin • 17 de junho de 2017


Previous Post

Translate »