Mosteiro da Santa Cruz

Mosteiro beneditino tradicional em Nova Friburgo/RJ

VOZ DE FÁTIMA, VOZ DE DEUS Nº 34

7 de outubro de 2017

 

                “Vox túrturis audita est in terra nostra”       

                               (Cant. II, 12)                       

 

Concluindo a série de textos para meditação nos primeiros sábados de cada mês, que começamos nos números 25, 28, 29 e 30 de “Voz de Fátima, Voz de Deus”, eis aqui mais três mistérios:

Terceiro mistério glorioso: O Pentecostes.

Cinquenta dias após a Ressurreição e dez após a Ascensão, estando os Apóstolos reunidos com Maria Santíssima e muitas outras pessoas no Cenáculo, Deus Se dignou elevá-los ao mais alto grau de santidade, colocando-os em um estado em que os dons do Espírito Santo passam a ter uma ação frequente em suas vidas. Esse milagre da graça se manifestou externamente através de línguas de fogo, que pousaram sobre as cabeças de todos os presentes. Esse símbolo escolhido por Deus encerra o significado dos benefícios recebidos nessa ocasião. Assim como o fogo ilumina, aquece, consome e se eleva ao alto, assim a graça que lhes foi concedida iluminou suas inteligências para entenderem profundamente as verdades divinamente reveladas, afervorou-os na caridade para com Deus e para com o próximo, consumiu neles a inclinação para o pecado e elevou suas mentes à mais alta contemplação e desejo do Céu. Concedei-nos, Senhor, semelhante graça.

Quarto mistério glorioso: A Assunção de Nossa Senhora.

Maria Santíssima ainda viveu algum tempo sobre a terra após a Morte de Seu Divino Filho. Mas finalmente chegou Sua hora de partir para uma vida melhor. Ainda que não possuísse o pecado original, participou, assim como Jesus, de uma das consequências da queda de Adão: a dolorosa separação da alma e do corpo. No entanto, à semelhança de Nosso Senhor, Ela não permaneceu muito tempo no sepulcro, mas, sem sofrer Seu corpo a corrupção, ressuscitou e foi elevada ao mais alto dos Céus, acima de todas as criaturas, tanto humanas quanto angélicas. Essa subida triunfante foi um acréscimo de alegria indizível, ainda que acidental, para toda a corte celeste. Obtende-nos, ó Senhora, de Vosso Filho uma santa morte, que será a garantia de que no Juízo Final teremos uma ressurreição e assunção semelhantes à Vossa.

Quinto mistério glorioso: A Coroação de Nossa Senhora.

Nosso Senhor quis dar à Sua Mãe um domínio supremo sobre todas as criaturas, ainda que esse domínio esteja submisso ao dEle. Agora, após Jesus, Ela se tornou medianeira necessária entre Deus e os homens, e todo o universo obedece ao Seu menor desejo. O Anjos servem-Na, os demônios temem-Na e nós devemos amá-La como nossa Rainha e nossa Mãe. Quem ama se alegra com a felicidade do ente amado: pois então devemos alegrar-nos com a felicidade de Nossa Senhora e Lhe dirigir as palavras de São Bernardo e de toda a Santa Igreja: ó clemente, ó piedosa, ó doce sempre Virgem Maria!

 

 

Arsenius

 

U.I.O.G.D.

AtualidadesFátimaTextos

Arsenius • 9 de outubro de 2017


Previous Post

Next Post

Translate »