Mosteiro da Santa Cruz

Mosteiro beneditino tradicional em Nova Friburgo/RJ

VOZ DE FÁTIMA, VOZ DE DEUS Nº 42

09 de dezembro de 2017

 

Vox túrturis audita est in terra nostra”       

(Cant. II, 12)

 

 

Marta e Maria – II

 

A vida contemplativa é uma ascensão que passa por diversos graus. Desde sempre se conheceram estes graus, mais detalhados em alguns autores, mais sintetizados em outros.

Guigues o Cartuxo resume-os em quatro: “A leitura é o fundamento, diz ele, ela fornece a matéria e nos convida à meditação. A meditação procura com afinco aquilo que é necessário desejar; ela aprofunda e descobre o tesouro desejado; mas, incapaz de tomar posse dele, ela nos excita à oração. A oração, erguendo-se com todas as forças para o Senhor, pede o desejado tesouro da contemplação. Enfim, a contemplação vem recompensar o trabalho de suas três irmãs, inebria com o doce orvalho celeste a alma sedenta de Deus… Ela ultrapassa todo o sentir e todo o saber.”

Nosso Senhor, falando a Santa Catarina de Sena, disse de Santo Tomás:

“Veja o glorioso Tomás! Que nobre inteligência, toda inteira aplicada à contemplação de minha Verdade. Foi nesta contemplação que ele encontrou a luz sobrenatural da ciência infusa: assim, esta graça ele a obteve mais pelas suas orações que pelo estudo.” (1)

Como seu pai, São Domingos, Santo Tomás uniu os estudos à contemplação e aos trabalhos de Maria os de Marta, trabalhos da pregação e da conversão do próximo.

“Contemplari et contemplata aliis tradere” – contemplar e comunicar aos outros os frutos da contemplação.

Este é também o programa de toda formação sacerdotal, a qual deve prolongar-se por toda a vida, para que a alma do sacerdote possa ser um reservatório de água sempre repleto para dar às almas a doutrina da salvação.

Eis o que desejamos ao futuro sacerdote, Rodrigo Ribeiro, que será ordenado no nosso mosteiro, no dia 23 deste mês, por S. Exa. Dom Richard Williamson, se Deus quiser.

 

 

 

+ Tomás de Aquino OSB

 

 (1) Diálogos, Sta Catarina de Sena, Cap I – citado por Garrigou – Perfection Chrétienne et contemplation, p. 611.

 

 

 

U.I.O.G.D

FátimaTextos

Arsenius • 9 de dezembro de 2017


Previous Post

Next Post

Translate »