Mosteiro da Santa Cruz

Mosteiro beneditino tradicional em Nova Friburgo/RJ

Sobre o coronavírus e a situação atual dos católicos

Diante da pandemia do coronavirus e da suas consequencias, podemos afirmar que se trata de um castigo devido aos pecados dos homens: dos leigos, do clero e do Santo Padre, cujos escândalos clamam aos céus.

Esta pandemia tem provocado desordens profundas na vida social dos países atingidos, além de um índice de mortalidade crescente. Seriam também estes males o sinal da vinda do Anticristo? poderíamos perguntar. É difícil sabê-lo, mas teceremos algumas considerações a este respeito.

Antes disso, queremos recomendar a Cruzada do Rosário para obter a conversão das almas, o perdão pelo abandono da Tradição – por parte da hierarquia no Vaticano II – e a graça da Consagração da Rússia pelo Papa e pelos Bispos do mundo inteiro. É por Nossa Senhora e pelo rosário que virá a salvação do mundo.

A pandemia da coronavírus tem feito vítimas, mas ainda é cedo para avaliar todas a suas consequências. O que podemos constatar são, do ponto de vista espiritual e social, as medidas preventivas que na Itália, na França e em outros países limitam o número de fiéis na missa ou mesmo proibem a celebração desta ou distribuição da comunhão assim como a confissão.

Além disso, as perturbações nos transportes, nas escolas parecem aumentar. Em vários lugares as pessoas são obrigadas a ficar em casa, com proibição de sair sem permissão das autoridades civis.

Pensamos que se deve obedecer, de maneira geral, a estas disposições e rezar para que sejam liberadas as igrejas, missas, confissões assim como as atividades normais da sociedade.

Qual será a consequência deste estado de coisas?

Mais uma vez, é difícil responder a esta pergunta. Será a crise do coronavírus um começo dos fatos que nos levam a perguntar se se trata dos acontecimentos anunciados nas Sagradas Escrituras para os fins dos tempos?

Nós não ousaríamos afirmá-lo, mas ousamos propor a conduta de uma grande santa que é o modelo por excelência dos cristãos nos tempos futuros de provação:

“Se meu pensamento se volta para os inauditos tormentos que serão a partilha dos cristãos no tempo do Anticristo, escreve Santa Terezinha, eu sinto o meu coração estremecer: eu queria que estes tormentos me fossem reservados.”

Por ora preparemos simplesmente nossos corações para o futuro, preparemo-nos pela santa missa e pela recitação do santo rosário.

Aquela que esmagou a cabeça de serpente no passado e a esmaga no presente e a esmagará no futuro. É junto dela que obteremos a vitória, pois a vitória depende de uma só palavra dela. Ela é toda a nossa esperança. Sem ela tudo está perdido, mas com ela a vitória está assegurada, como em Lepanto e em tantos outras batalhas. Que Nossa Senhora de Fátima nos obtenha esta vitória para Santa Igreja e para casa um de nós.

21 de março de 2020, festa de São Bento

+ Tomás de Aquino, OSB

FATIMA UMA NOVA CRUZADA PELA RECITAÇÃO ININTERRUPTA DOS QUINZE MISTÉRIOS DO ROSÁRIO

 

Atualidades

Arsenius • 21 de março de 2020


Previous Post

Next Post

Translate »