Mosteiro da Santa Cruz

Mosteiro beneditino tradicional em Nova Friburgo/RJ

PECADO MORTAL – A Rebeldia

II – PECADO MORTAL

Malícia

A Rebeldia

1 – Uma rebeldia contra Deus

Ouviste amiúde a palavra “pecado”. Ouvistes ainda dizer cem vezes que o pecado é um grande mal, o único mal, um mal infinito, como o chama St. Agostinho. Mas como é que esse “grande mal” se comete tão facilmente, por coisinhas de nada e quase por burla e por divertimento? E alguns até se gabam de o haver cometido! E, no entanto, a terra está inundada de pecados. Por que isto?

Não se pensa em sua gravidade e malícia: eis o porquê.

Ficai bem atentos, e compreendereis o que se faz quando se comete um pecado mortal. Pudesse eu fazer-vos penetrar na mente esta verdade e levar o vosso coração a lastimar os vossos pecados, se os cometestes, e a evita-los para sempre!

O pecado mortal é:

1 – Uma rebeldia contra Deus;

2 – Um ultraje feito a Deus;

3 – Uma negra ingratidão para com Deus.

 

1 – A rebeldia

 “O pecado é uma ofensa feita a Deus, desobedecendo a sua lei”. Assim o Catecismo. Ora, quem comete um pecado é um rebelde, isto é, alguém que se revolta contra Deus.

 O rei Faraó – Faraó, rei do Egito, maltratava cruelmente o povo hebreu. E o Senhor por intermédio de Moisés mandou-lhe dizer:

_ Deixai livre o meu povo!

E aquele prepotente:

_ Quem é esse senhor a quem eu deva obedecer? Eu não tenho senhores!

E não obedeceu à ordem do Senhor.

Eis o que faz quem comete pecado: desobedece a Deus, revolta-se contra Ele, e O despreza!

Mas não porventura o Senhor o nosso Criador, Dono, Pai? Não tem porventura o direito de nos dar ordens?

S. Policarpo na fogueira – São Policarpo, Bispo de Esmirna (+ 167), velho de 80 anos, foi arrastado cheio de cadeias ao suplício (que era uma pilha de lenha sobre a qual ele devia ser queimado vivo). Os biltres lhe fizeram esta proposta:

_ Se cometeres um único pecado, deixar-te-emos ir livre.

E o santo:

_ Como? Um pecado? Devo ofender a meu Deus? Transgredir a sua lei? A Ele obedecem os anjos e todas as criaturas: os astros, as plantas, os ventos, os mares, os abismos…; e eu desobedecer-Lhe? Mas que mal me fez Ele? É o meu Criador, Dono, Pai… Há tantos anos que o sirvo, e agora devo rebelar-me contra Ele? Ah! Não! Mil vezes morrer do que cometer um só pecado!

Então foi posto numa fogueira; e enquanto as chamas crepitantes o envolviam, ele morria louvando e bendizendo o Senhor. Esse santo mártir compreendia bem o que é ofensa a Deus.

***

Cometer um pecado, é como que enfrentar a Deus e dizer-Lhe com arrogância: “Vós, Senhor, não tendes o direito de me mandar, e eu não tenho nenhum dever de obedecer-Vos, e não Vos obedecerei! Mandais que eu observe a vossa lei, que vos adore, que respeite o vosso nome, que santifique as festas, que honre os pais, que não faça mal ao próximo, que não pratique atos impuros, que não roube, não minta… No entanto farei tudo ao contrário!”

Eis a rebeldia, da qual se lamenta o Senhor pela boca de Jeremias, dizendo a quem peca: “Quebraste o meu jugo… e dissestes: Não servirei.” (Jer 2, 20)

 

(Extraído do livro A Palavra de Deus em Exemplos, G. Montarino)

 

 

admin • 12 de novembro de 2020


Previous Post

Next Post

Translate »